28 de abr de 2010

Hai-kai

Silenciosamente
sem um cacarejo
a Noite põe o ovo da lua...

Mário Quintana, A Cor do Invisível.
São Paulo, Ed. Globo, 2007, p. 41.

Um comentário:

Elcio Tuiribepi disse...

As lágrimas caem
em meus olhos
um oásis
Um abraço na alma...