6 de ago de 2008

João Guimarães Rosa, Magma

"Um estranho chamado João
para disfarçar, para farçar
o que não ousamos compreender?"
Carlos Drummond de Andrade


Medo da felicidade
Estremecemos juntos...
Que Potêcia má será a soberana
desse vento frio que passou?...

Definição
O cigarro de fumaça impalpável e brasa colorida,
que se afunda a si mesmo num cinzeiro,
será um poeta?...

ROMANCE-I
No cinzeiro cheio
de cigarros fumados,
os restos de uma carta...

ROMANCE II
Bem na frente
de um retrato empoeirado,
uma aliança esquecida...

EGOÍSMO
Se fosse só eu
a chorar de amor,
sorriria...


Poemas de Magma de João Guimarães Rosa(27/06/1908-19/11/1967). Coletânea de poemas que recebeu o Prêmio de Poesia da ABL em 1936. Guimarães não publicou Magma, e o livro só veio a ser publicado em 1997.